Lei Ordinária nº 4178 de 30 de Outubro de 2017.

Autoriza o Executivo Municipal a custear Procedimentos de Saúde não acobertados por Convênios ou outros Entes da Federação, e dá outras providências.